Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

1.299 em 19/7/2019  

Chefe do PCC é transferido de São Paulo para presídio federal de segurança máxima não revelado

Marcola líder do PCC

Marcos William Herbas Camacho, o "Marcola", comanda a facção criminosa PCC há mais de 20 anos e, mesmo estando preso, mantém a liderança nos negócios da organização criminosa

Marcola lider do PCC 5

Dois comparsas de "Marcola" (no detalhe) foram mortos no Ceará: "Gegê do Mangue" e "Paca"

Marcola 1000.

"Marcola" tem desafiado a Justiça brasileira e ordenado mortes de inimigos e de ex-aliados 

O líder máximo da facção criminosa paulista PCC (Primeiro Comando da Capital), Marcos Willians Herbas Camacho, o “Marcola”, e outras 21 pessoas acusadas de terem ligação com a facção estão sendo transferidos na manhã de hoje (13) para presídios federais. A informação foi confirmada por dois promotores de Justiça.

Preso desde julho de 1999 e apontado como líder do PCC desde 2001, esta é a primeira vez que “Marcola” ficará em um presídio federal. Os 22 detentos devem permanecer no local por, pelo menos, dois anos.

No final do ano passado, uma investigação apontou que havia um plano para tentar resgatá-lo do PCC da prisão. Essa ação resultou no pedido da Promotoria Pública para que ocorresse a transferência. Em nota, a defesa reclamou não haver sido informada sobre a transferência

Dos 22 transferidos, 15 são considerados da alta cúpula da facção e estavam no Presídio de Presidente Venceslau, incluindo “Marcola”. Outros sete, que tinham determinação da Justiça de SP para serem transferidos desde novembro do ano passado, estavam no RDD (Regime Disciplinar Diferenciado), em Presidente Prudente.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar