Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

1.681 em 13/9/2019  

Operação do Ministério Público contra as facções criminosas já prendeu 26 pessoas no Ceará nesta quinta-feira

Algemado 7

Dezenas de mandados de prisão estão sendo cumpridos pela Polícia e Ministério Pùblico

Vinte e seis pessoas foram presas no Ceará na operação deflagrada nesta quinta-feira (15) pelo Ministério Público Estadual (MPE-CE) no combate às facções criminosas que atuam no estado. A ação faz parte de operação nacional que está sendo realizada em nove unidades da federação. O Ceará foi o que apresentou, até agora, o maior número de prisões.

A operação cumpre mandados judiciais de prisão e de busca e apreensão em Fortaleza e nas cidades de Independência, Sobral, Juazeiro do Norte, Groaíras, Aquiraz, Maracanaú e Pacatuba.

De acordo com o Ministério Público, o objetivo da ação é a desarticulação de “braços” da organização criminosa paulista Primeiro Comando da Capital (PCC), responsáveis por crimes como tráfico de entorpecentes, tráfico de armas e munição, assassinatos e lavagem de dinheiro. A facção estaria por trás da onda de ataques sofridos pelo Ceará no mês de janeiro último, com a queima de coletivos, ataques a prédios públicos, além da detonação de explosivos em equipamentos urbanos como viadutos e pontes, em avenidas e rodovias.

Ação articulada

Coordenada pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), a operação ocorre simultaneamente no Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Rio de Janeiro.

Até as 9h30, 26 pessoas tinham sido presas no Ceará; 21 em Alagoas; 20 em flagrante no Amapá; 12 detidas na Bahia; 5 no Rio de Janeiro; 5 em Mato Grosso do Sul e uma no Amazonas.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar