Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2017

4.941

Atualizado em 18/12/2017  

Procuradoria descobre mais um golpe do ex-prefeito de Senador Pompeu com dinheiro público

Teixeira 2

Antônio Teixeira, um "velho" conhecido da Polícia e da Justiça por seus golpes

Mesmo já tendo deixado o cargo há quatro anos, o ex-prefeito do Município de Senador Pompeu (a 273Km de Fortaleza), Antônio Teixeira de Oliveira, não consegue, ainda, se livrar das pendências judiciais causadas pelo “rombo” que deixou nas contas públicas. A mais recente decisão do Ministério Público de Contas (MPC) aponta mais uma falcatrua do ex-prefeito e de um de seus secretários da época de sua desastrosa gestão.

A decisão judicial mais recente contra Teixeira é datada de 28 de janeiro último e tem a assinatura dos procuradores de Justiça Leylane Brandão Feitosa e Júlio César Rôla Saraiva, membros do Ministério Público de Contas (MPC) com atuação junto ao Tribunal de Constas dos Municípios (TCM).

Numa investigação contábil sobre a gestão de Teixeira, os procuradores descobriram mais uma falcatrua do ex-prefeito e do então titular da Secretaria Extraordinária de Turismo, Cultura, Juventude e Desporto de Senador Pompeu, Francisco Adriano Costa Souza.

 Os dois teriam praticado o crime de improbidade administrativa através de uma fraude denominada “inserção de dados falsos em prestações de contas mensais em meio informatizado”.

Teriam usado as contas da Prefeitura de Senador Pompeu para, supostamente,  fazerem  o pagamento de  R$ 9.720,00 ao cidadão  Conrado Camelo Júnior por conta de “serviços prestados”, mas que, na verdade, nunca foram feitos. O homem que teve seu nome usado no golpede Teixeira  descobriu o fato através  de uma  pesquisa na internet e comunicou o fato à Polícia, registrando um Boletim de Ocorrência (B.O.).

“Constatou-se que os dados constantes das prestações de contas mensais não correspondem á realidade”, diz o documento elaborado pelos procuradores.

Agora, o ex-prefeito e seu então secretário deverão ser novamente processados pelo Ministério Público por mais uma fraude nos cofres da Prefeitura.

Antônio Teixeira já é “velho” conhecido das Polícias Civil e Federal, do Ministério Público, do Tribunal de Contas e da Justiça. Já esteve preso durante meses, abandonou o cargo, fugiu de Senador Pompeu e deve ser outra vez processado mais uma vez por improbidade. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar