Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

Ambulâncias do Samu param de funcionar em oito Municípios cearenses por falta de motoristas

Samu 1

Ambulâncias ficaram paradas nas bases do Samu de Caucaia, Maracanaú e Eusébio

Por muito pouco, o sistema de atendimento das ambulâncias do Samu não entrou em completo colapso na Grande Fortaleza.  Na manhã de ontem (10). Pelo menos, 20 veículos de atendimento  médico de urgência ficaram paradas nas garagens das bases Samu de Caucaia, Maracanaú e Eusébio. Motivo: falta de motoristas.

O fato veio à tona após o Sindicato dos Profissionais de Saúde (sindisaúde) denunciar que a maioria dos condutores de  ambulâncias estavam trabalhando há quase dois anos sem férias. Temendo uma ação trabalhista que poderia gerar pesadas multas, a direção do sistema colocou de férias, de uma só vez, 26 profissionais responsáveis pela condução dos veículos.

Resultado, quando os socorristas chegaram para trabalhar nas três bases do samu, não havia motoristas para guiar as ambulâncias. No total, 20 ambulâncias ficaram paradas, sendo 8 em Caucaia, 7 em Maracanaú e 5 no Eusébio.

Além disso, o atendimento prestado pelo Samu-Leste ficou prejudicado nas cidades de Horizonte, Pacajus, Cascavel, Pindoretama e Aracati.

Ainda ontem, em nota oficial à Imprensa, a direção do Samu informou que já estaria adotando providências para sanar o problema e  recolocar as ambulâncias em operação.

Já o Sindisaúde confirmou através de seu site que o problema atingia 26 profissionais. Estes estariam trabalhando além do horário para cobrir a ausência de outros profissionais. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar