Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro Mortes no Ceará 2017

4.004
Atualizado em 20/10/2017

Médicos denunciam nas redes sociais que pacientes estão morrendo no Hospital de Messejana por descaso do governo

Paciente morre

A falta de aparelhos de hemodinâmica e de remédios trombolíticos está matando os pacientes

Segunda-Feira 13.6.2016 C 008

Na mensagem em redes sociais, médicos falam da gravidade do descaso do governo

 

A grave crise do setor da Saúde no Ceará chega ao extremo. A classe médica se revolta e publicou nas redes sociais um manifesto de luto, diante da situação de indigência de um dos principais hospitais do Estado, o de Messejana, especializado em doenças cardíacas.

Nos aplicativos e redes sociais os médicos daquela unidade  denunciam que, há pelo menos, dois dias, o hospital não dispõe de hemodinâmica e trombolítico. E explicam: “para os que não entendem, os médicos não têm o que fazer e assistem os pacientes morrerem de infarto!”

E completam a mensagem: “E olhem que estamos falando do que mais mata a população, que são as doenças cardiovasculares. Cadê o governo? Compartilhem colegas! Isso é um absurdo! É uma falta de compromisso com os cidadãos cearenses. Já ouvimos falar de falta de luvas, antibióticos, dobutomina, suspender cirurgias por falta de protamina, mas agora, passou dos limites!”, denunciam os especialistas daquele hospital.

Os aparelhos de hemodinâmica citados pelos médicos  são aqueles que ajudam na circulação do fluxo sanguíneo, utilizado quando o paciente está em estado de cardiopatia, doenças cardíacas graves.

Já trombolíticos são remédios aplicados pelos cardiologistas nos pacientes para dissolver trombos sanguíneos. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

z1
 
 
Jornalista
Fernando Ribeiro
Bem-vindos ao blog, espaço destinado a matérias sempre atualizadas sobre Fortaleza e o Estado do Ceará
 
icon (85) 9 8826.7143

Compartilhe conteúdo

 

12f

 

zz1