Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

1.510 em 19/8/2019  

Laudo do Crea-CE aponta falta de manutenção como causa do desabamento de prédio de luxo em Fortaleza. Dois operários morreram

iphone 2-3-2015 021

O desabamento ocorreu na tarde do último dia 2, e os operários foram atingidos pelos escombros

Oxidação na estrutura de ferro e falta de manutenção preventiva. Esta foram as causas apontadas pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Ceará (Crea-CE), ao revelar o laudo da inspeção feita no prédio de luxo que teve parte de sua varanda destruída em um desabamento. No sinistro, dois operários morreram e outros três ficaram feridos, um deles em estado grave. O caso ocorreu há duas semanas e o imóvel segue interditado por determinação do Corpo de Bombeiros Militar e da Defesa Civil do Município de Fortaleza.

Em entrevista coletiva realizada no fim da manhã desta terça-feira, o presidente do Crea-CE, Victor Frota Pinto, foi enfático ao afirmar que faltou manutenção preventiva por parte dos responsáveis pelo Edifício Versailles, localizado na esquina das ruas Ana Bilhar e Joaquim Nabuco, no bairro Meireles. A danificação da estrutura de ferro (vigas) nas varandas atingidas pelo desabamento foi a responsável pelo acidente.

Conforme Pinto, o tipo de dano causado à estrutura de ferro pode muito bem ser detectada antecipadamente em uma vistoria técnica preventiva, feita por engenheiros devidamente credenciados e especialistas no assunto. Como isto não ocorreu, o processo de oxidação seguiu livre até que a estrutura não suportou o peso da laje, ruindo de uma só vez.

O sinistro ocorreu na tarde do último dia 2. Era por volta de 16 horas, quando operários chamados para realizar os reparos acabaram sendo atingidos pela estrutura de cimento e ferro da varada do apartamento no segundo andar, antes mesmos que eles iniciassem as obras.

Dois deles ficaram presos nos escombros, enquanto outros três conseguiram sair e receberam socorros médicos no Instituto Doutor José Frota. Imediatamente, o Corpo de Bombeiros enviou ao local uma equipe do Núcleo de Busca e Salvamento (NBS), assim também como foram deslocadas ambulâncias de primeiros socorros e uma UTI-Móvel do Samu. No entanto, mesmo com manobra cardiorrespiratória por parte de médicos e socorristas, os dois operários soterrados não resistiram e morreram no local.

Além da vistoria feita pelo Crea-CE, a Polícia Civil, através do 2º DP (Meireles), instautou inquérito policial para apurar as responsabilidades pelo acidente. Equipes da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) também fizeram levantamentos técnicos no local do sinistro e vão elaborar um laudo que será anexado ao inquérito policial. Caberá ao delegado seccional Ricardo Romagnolli, titular do 2º DP e chefe da Área Integrada de Segurança Três (AIS-3), presidir a investigação.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar