Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2017

4.561

Atualizado em 22/11/2017  

Novo sistema: idosa morre atropelada em estação de ônibus na Bezerra de Menezes

 

iphone 5.5.2015 014 

Aposentada Ezilda Rodrigues dos Santos, 74, foi atropelada na Estação Olavo Bilac, e morreu ali mesmo

Uma idosa de 74 anos de idade tornou-se a primeira vítima fatal de acidentes no novo sistema de embarque e desembarque de passageiros de ônibus na Avenida Bezerra de Menezes, em Fortaleza. Na tarde desta segunda-feira (4), por volta de 15h30, ela foi atropelada por um coletivo que saía de uma estação. O moderno sistema foi implantado pela Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF) há apenas duas semanas, e já causou dois acidentes.

A dona-de-casa e aposentada Ezilda Rodrigues dos Santos de Almeida tentava atravessar a pista na saída dos ônibus da Estação Olavo Bilac, situada no bairro São Gerardo, quando foi colhida pelos pneus traseiros de um coletivo da linha Expresso Antônio Bezerra-Papicu.

O motorista do coletivo permaneceu no local até a chegada da Polícia e de uma equipe da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). Imediatamente ao desastre, o próprio guiador e populares ligaram para o 192. Uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) foi ao local. Os socorristas constataram uma lesão grave na perna direita da vítima.

Ezilda Almeida perdeu muito sangue no local do desastre, apesar de ser amparada por outros passageiros que ali estavam. Mas não resistiu. Supostamente, ela teria sofrido uma parada cardíaca. O corpo foi encaminhado à Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) da Perícia Forense do Estado (Pefoce).

Segundo caso

Na semana passada, outro coletivo sofre um acidente, quando o asfalto cedeu na saída dos coletivos de outra estação implantada no canteiro central da avenida. Por sorte, o veículo estava parado quando a cratera se abriu e “engoliu” os pneus dianteiros do ônibus. Apesar do susto, nenhum passageiro se feriu. O ônibus só foi retirado do local cerca de duas horas depois e a estação foi interditada.

A Prefeitura informou que uma galeria subterrânea existe ali e o piso não suportou o peso do tráfego de coletivos. A previsão é de que as obras sejam concluídas em 30 dias. Até lá, os passageiros farão o embarque e desembarque na calçada.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar