Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro Mortes no Ceará 2017

3972
Atualizado em 18/10/2017

Três cearenses de Novo Oriente são presos no Maranhão aplicando o golpe de clonar cartões em bancos

 

Babaca 2Babaca 3 Babaca1  

Os acusados foram detidos em flagrante pela Polícia maranhense em São João dos Patos

Três jovens cearenses foram presos, ontem (3) no Maranhão quando aplicavam golpes bancários através de violação de caixas eletrônicos e clonagem de cartões dos clientes. Eles são conhecidos como “cartãozeiros” e naturais do Município de Novo Oriente (a 388Km de Fortaleza). A captura dos estelionatários aconteceu durante uma operação de Inteligência que mobilizou a Polícia Civil e  a PM maranhenses no Interior daquele Estado.

Os  cearenses Fausto Pinheiro Sampaio Neto, 18 anos; Douglas Vasconcelos Sales 23 anos; e Danilo Ferreira da Costa, 24, foram detidos na cidade de São João dos Patos (a 545Km de São Luís) durante uma operação comandada pelo delegado regional Francisco Taveira, e que contou com a participação dos agentes da delegacia daquela cidade, além do Serviço Reservado (P-2) da 6ª Companhia Independente da PM na região.

Cartões copiados

Os golpistas instalavam equipamentos conhecidos como “chupa-cabra” em terminais de auto-atendimento nas agências bancárias. São Leitoras de Cartão Magnético (LCM) alteradas para gravar as trilhas magnéticas dos cartões dos clientes. Eles instalavam também micro-câmeras para gravar as senhas digitadas pelas vítimas. Esse tipo de crime é antigo, mas ainda funciona.

Em poder dos três golpistas cearenses, os policiais do Maranhão apreenderam todos os apetrechos eletrônicos usados para gravar as trilhas dos cartões e captar as senhas dos clientes dos bancos. Também foi apreendido um notebook e um veículo que o trio utilizava nas viagens pelo Nordeste afora aplicando o crime, um Fiat Palio, vermelho, de placas PMU-9188, com inscrição de Novo Oriente (CE).

Os três cearenses permanecem presos, pois foram autuados em flagrante delito, e poderão ser transferido, nas próximas horas, para São Luís. A Polícia do Maranhão não informou se os acusados já possuem antecedentes criminais no  Estado do Ceará. 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar