Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro Mortes no Ceará 2017

3972
Atualizado em 18/10/2017

Operação Lava Jato desembarca no Ceará e PF faz buscas no escritório da EIT em Jaguaruana

Jaguaruana 2

Equipes da PF chegaram no Município de Jaguaruana no começo da manhã desta quinta-feira

Agentes da Superintendência da Polícia Federal no Ceará estão, neste momento, realizando uma devassa na sede da construtora EIT, no escritório sediado na cidade de Jaguaruana, no Vale do Jaguaribe (a 183Km de Fortaleza). Os “federais” cumprem  ordem judicial de busca e apreensão na Operação Lava Jato, que investiga o desvio de R$ 2,5 milhões de dinheiro da Petrobras para o pagamento de propina a políticos.

A mobilização da PF em Jaguaruana faz parte da “Operação Dragão”, deflagrada hoje e que consiste na 36ª fase da Lava Jato. Além do Ceará, estão sendo realizadas diligências também nos Estados do Paraná e São Paulo. São cumpridos 16 mandados de busca e apreensão e outros dois de prisão preventiva, todos determinados pelo juiz Sérgio Moro.

No Ceará

Logo por volta das 6 horas desta quinta-feira (9), os moradores da pacata  Jaguaruana foram acordados com a chegada de equipes da PF em duas viaturas ostensivas e outras descaracterizadas. Os agentes entraram no escritório da Empresa Industrial Técnica S.A. (EIT), localizado na Rua Geraldo Pereira de Melo, 1020, Centro, com o mandado judicial. Eles  realizam  a apreensão de computadores, mídias e documentos que possam servir como meio de prova do esquema criminoso de pagamento de propina com verbas públicas a partir de contratos que a EIT teria firmado com órgãos públicos.

A princípio, não foram divulgado os nomes das pessoas investigadas no Ceará.  Já a construtora EIT passa por um processo de recuperação judicial.

O material recolhido em Jaguaruana será trazido logo mais para Fortaleza e remetido, nas próximas horas, para Curitiba, no Paraná, onde estão concentrados os trabalhos da Operação Lava Jato. Além de agentes e de delegados, peritos também estão mobilizados nas diligências no Interior cearense.

No Brasil

Conforme nota da PF distribuída à Imprensa no começo da manhã de hoje (9), os dois mandados de prisão preventiva decretada pelo juiz Sérgio Moro nesta 36ª etapa da Lava Jato já teriam sido cumpridos. Um dos presos é o operador da propina Adir Assad, que está detido na sede da PF, em Curitiba.

Além de Jaguarana, estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão na concessionária Econorte, em Londrina (PR),  e na Construtora Triunfo, em Curitiba.

Informa ainda a PF que, nesta fase da Lava Jato, “o alvo é investigar operadores financeiros responsáveis pela movimentação de recursos de origem ilegal, principalmente oriundo de relações criminosas entre empreiteiras com executivos e funcionários da Petrobras”. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar