Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

1.299 em 19/7/2019  

"Cartãozeiros" são presos quando violavam caixa eletrônico em agência do Bradesco na Capital

Bradesco 2 Bradesco 1

Os dois golpistas foram presios em flagrante quando tentavam escapar da agência bancária 

Dois homens foram presos em flagrante, na noite desta terça-feira, quando tentavam instalar um aparelho conhecido como “chupa-cabra” em um caixa eletrônico da agência do Bradesco no bairro Messejana, na zona Sul de Fortaleza. A Polícia agiu rapidamente e conseguiu deter os dois golpistas quando eles tentavam fugir do bando.

Uma equipe da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) esteve na agência bancária atendendo à ocorrência e constatou que o caixa eletrônico teve sua estrutura violada. O perito informou que os acusados tentaram instalar um gravador de trilhas magnéticas dos cartões, o conhecido “chupa-cabra”, que permite gravar a tarja magnética de cada cartão que é utilizado nas operações de saque, transferência, depósito e checagem de saldo no caixa.

O passo seguinte dos bandidos é instalar uma micro-câmera também no mesmo caixa para gravar o momento em que o usuário digita a senha. De posse da trilha do cartão e da senha digitada pelo cliente, os estelionatários conseguem manipular as contas, realizando saques e transferências para contas de “laranjas”.

Originalmente, o equipamentoconhecido como "chupa cabra" é uma simples uma leitora de cartão magnético (LCM), que é alterada pelos golpistas para também gravar o código eletrônico do cartão.

Os dois suspeitos – cujas identidades não foram reveladas pela Polícia – acabaram detidos em flagrante e encaminhados ao plantão do 30º DP (São Cristóvão), mas deverão ser transferidos nas próximas horas para a Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), unidade da Polícia Civil especializada na apuração de crimes desta natureza.

Outras prisões

Na cidade do Crato, no Cariri (a 540KM de Fortaleza), a Polícia prendeu três homens suspeitos de também atuarem como "cartãozeiros", isto é aplicarem golpe com cartões bancários clonados. Os três são naturais da cidade de Crateús e o material usado nas fraude foi encontrado em um veículo usado pelo trio. Os três suspeitos foram identificados como: Francisco Wesley Marques Bezerra, Jonh Waya e Leonardo Presende Cavalcante. Os três foram autuados em flagranta na Delegacia Regional, 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar