Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

2.109 em 20/11/2019  

Empresário dono da Imobiliária Henrique Jorge é preso por aplicar dezenas de golpes na venda de terrenos

Processos do empresário

Na Delegacia de Defraudações e Falsificações, dezenas de queixas relatam os golpes aplicados 

Um dos maiores empresários do ramo imobiliário do Ceará está preso em Fortaleza. Henrique Jorge de Oliveira, Pinho, 69 anos, dono da Imobiliária Henrique Jorge, foi detido na noite do último sábado quando jantava com amigos em um restaurante de luxo no bairro Meireles, na zona nobre de Fortaleza. Contra ele havia dois mandados de prisão preventiva. Henrique Jorge é acusado de dezenas de crimes de estelionato, golpe na venda de imóveis na Capital e vários Municípios da Região Metropolitana e em cidades litorâneas.

A captura do empresário foi feita por policiais civis do Departamento de Polícia Judiciária Especializada (DPJE),tendo no comando o diretor daquela unidade, delegado Jaime Paula Pessoa Linhares. De acordo com a Polícia, Henrique Jorge usava sua imobiliária, com grande conceito no mercado de venda e locação de imóveis no Ceará, para aplicar golpes na venda de lotes. Nada menos, que 20 inquéritos foram instaurados a partir da denúncia das pessoas lesadas nos negócios. A Justiça decretou a prisão do empresário.

“Ele comprava terrenos e transformava em lotes. A maior parte deles era na Região Metropolitana de Fortaleza. Então, ele colocava os lotes à venda, com propostas vantajosas, com valores acessíveis e prazos longos para a quitação. Acontece que as pessoas acabavam efetuando todo o pagamento, mas não conseguiam passar os lotes para seus nomes, e quando iam atrás do terreno, o Henrique Jorge já tinha vendido para outras pessoas”, declarou o delegado Jaime Linhares. Quando era titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações, Jaime instaurou, ao menos, 18 inquéritos sobre os golpes aplicados pelo empresário.

Também no litoral

De acordo com o diretor do Departamento de Polícia do Interior Sul (DPI-SUL), Ricardo Pinheiro, o empresário também é investigado por praticar o mesmo tipo de golpe no Litoral Leste do estado, isto é, vendia lotes de terrenos em duplicidade na região de Aracati.

“Investigamos esse esquema criminoso da venda duplicada de lotes na região de Aracati, em Parajuru, Beberibe e Fortim. São loteamentos grandes que tiveram alta valorização nos últimos anos e foram vendidos duas vezes, causando prejuízos para muitas pessoas”, alertou o delegado Ricardo Pinheiro.

Preso diante de outros empresários e familiares, Henrique Jorge saiu do restaurante direto para o plantão do 2º DP (Aldeota) e, depois, transferido para a carceragem da Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), de onde será encaminhado para um presídio em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Lá, ficará à disposição da Justiça.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar