Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

Polícia caça chefe de quadrilha que roubava cargas e encomendas na Grande Fortaleza

quinta-feira 28.1.2016 028quinta-feira 28.1.2016 026

Jéfferson, chefe da quadrilha, está foragido     Ingrid, namorada de Jéfferson, foi presa

quinta-feira 28.1.2016 031quinta-feira 28.1.2016 037quinta-feira 28.1.2016 049

Naílton Portela (foragido)         Marcelo Augusto Silva (preso)     Bruno Oliveira (preso)

Após quase três meses de sigilosas investigações, policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas do Ceará (DRFVC) desarticularam uma quadrilha especializada no roubo de cargas e encomendas em Fortaleza e sua Região Metropolitana. Os alvos dos bandidos eram  uma empresa de tele-entrega e veículos dos Correios.

Golpistas cearenses são presos clonando cartões no comércio de Aracaju

cearenses presos

Os dois homens foram presos numa pousada na orla FOTO: SSP/SE

Três cearenses – um homem e duas mulheres – foram presos em Aracaju, Capital de Sergipe, na manhã de ontem (22). Os três fariam parte de uma quadrilha interestadual responsável pelo crime de estelionato e falsificação de documentos, além da clonagem de cartões.

Golpe contra o DPVAT em Itapipoca começava dentro da delegacia de Polícia Civil e envolvia médicos

Dinheiro

Dez pessoas foram presas numa operação da Polícia contra fraudes ao seguro obrigatório de acidentes de veículos, o DPVAT, no Município de Itapipoca (a 125Km de Fortaleza). O golpe começava a ser praticado dentro da própria Delegacia de Polícia Civil daquela cidade e os prejuízos podem chegar à quantia de R$ 10 milhões. Até médicos são suspeitos de envolvimento no esquema criminoso.

Desembargador cearense é denunciado no STJ por extorquir funcionários de seu gabinete

Carlos Feitosa1

Carlos Feitosa foi alvo de uma operação da Polícia Federal em junho

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, acatou denúncia e vai abrir uma ação penal contra o desembargador cearense Carlos Rodrigues Feitosa, um dos magistrados investigados  no escândalo da venda de habeas corpus em plantões de fins de semana e feriados, no Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE).

Operação prende gestores públicos e empresários suspeitos de desviar dinheiro da Prefeitura de Pedra Branca

Góis1

Ex-prefeito Antônio Góis foi detido na operação

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPE), deflagrou, na manhã desta quarta-feira (25), a operação “De pai para filho”, que resultou no cumprimento de 17 mandados de busca e apreensão, além de 11 mandados de condução coercitiva contra agentes públicos, alguns de seus familiares, além de proprietários de empresas prestadoras de serviços à Prefeitura Municipal de Pedra Branca (a 285Km de Fortaleza).

Escândalo no Judiciário cearense: Ministério Público quer punição mais severa para juiz acusado de conceder liminares irregularmente

Juiz Chagas

Juiz recebeu uma "censura pública"

Aconteceu nesta terça-feira (22) mais um capítulo na novela  que trata de um escândalo envolvendo o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará. O Ministério Público Estadual (MPE) decidiu recorrer da decisão do TJ que puniu apenas com uma censura pública um juiz investigado por denúncia de irregularidades na concessão de liminares.

Auditor da Receita Federal cearense é absolvido da acusação de crimes e recupera o cargo

segunda 17.8 644

Os advogados cearenses Holanda Segundo e Leandro Vasques obtiveram mais uma vitória no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife, conseguindo a absolvição completa do auditor Mauro Meireles

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife, absolveu, por unanimidade, o auditor da Receita Federal Mauro Meireles Filgueiras Lima, acusado pelo Ministério Público Federal dos crimes de peculato, facilitação de descaminho e falsidade ideológica, quando trabalhava na repartição do órgão dentro dos Correios, responsável pela liberação de mercadorias compradas por particulares vindas do exterior.

Família no crime: mãe, filhas e cunhado presos praticando fraudes na Caixa Econômica, no Crato

Quarta 12.8.2015 011

As irmãs Michele e Jakssynara foram detidas por policiais civis na agência da CEF

Quarta 12.8.2015 009

Maria Oliveira de Lima e as duas filhas, além do cunhado, foram autuados em flagrante

Quatro pessoas de uma mesma família, a mãe, duas filhas e um cunhado, foram presos em flagrante, na cidade do Crato (540Km de Fortaleza), na Região do Cariri. Todos são acusados de formar uma quadrilha responsável pela prática de golpes bancários. O quarteto  foi descoberto dentro da agência da Caixa Econômica Federal. Um das irmãs é esposa de um policial federal. A outra é casada com um oficial da PM.

Golpista procurado em quatro estados é preso dentro de um banco no Centro de Fortaleza

Iphone 11.6.2015 172

O bandido usava crachás falsos para se passar por funcionário da Caixa Econômica Federal

Iphone 11.6.2015 173

Cartões furtados dos clientes e documentos "frios" foram apreendidos pela Polícia Civil

Uma investigação policial que já acontecia há várias semanas culminou, nesta quinta-feira (11) na captura de um golpista procurado em, pelo menos, quatro Estados do Nordeste. O estelionatário foi preso pela Polícia Civil dentro de uma agência bancária, em Fortaleza.

Empresário suspeito de golpe milionário na Caixa perde olho após sofrer atentado a tiro. Polícia já investiga suposta queima-de-arquivo

Hybernon Cysne 002

Hybernon Cysne recebeu um tiro no rosto, no apartamento da mãe

A Polícia Civil vai instaurar inquérito para investigar o suposto atentado sofrido pelo empresário e piloto de automobilismo paulista radicado em Fortaleza, Hybernon Cysne Neto, um dos suspeitos de envolvimento em um golpe milionário nos cofres da Caixa Econômica Federal no Ceará. Na tarde de quinta-feira passada (21), ele sofreu um tiro no rosto quando se encontrava na residência da mãe, no bairro Meireles. O empresário perdeu um olho e deve passar por várias cirurgias.

Suspeitos de fraude milionária na Caixa saem da cadeia, mas vão usar tornozeleiras eletrônicas

algemado1

Quatro suspeitos de envolvimento em uma fraude milionária nos cofres da Caixa Econômica Federal, presos pela Polícia Federal, em Fortaleza, durante a "Operação Fidúncia", deverão deixar a cadeia nesta quinta-feira (30). Os quatro tiveram concedidos habeas corpus pelo Tribunal regional Federal (TRF) da Quinta Região, sediado em Recife, a pedido de seus advogados de defesa. No entanto, terão que usar tornozeleiras eletrônicas.

Agentes da Controladoria prendem policiais que usavam carro clonado

Iphone 10.4.2015 policiais presos 003

Os PMs eram destacados na Força Tática de Apoio (FTA) da 3ª Companhia do 5ºBPM (Pirambu)

iphone 10.4.2015 002

O inspetor preso era lotado na delegacia do 33º DP (Goiabeiras)

Iphone 10.4.2015 policiais presos 002

Três pistolas que estavam em poder dos policiais também foram apreendidas pela Controladoria

Estão presos à disposição da Justiça, três policiais cearenses flagrados com um carro com placas clonadas. São dois soldados da Polícia Militar e um inspetor da Polícia Civil. Sigilosamente, os três vinham sendo investigados e monitorados pela Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário (CGDOSPSP). Na tarde de ontem (9), os três foram capturados em flagrante delito na zona Oeste de Fortaleza.

Outra operação da PF no Ceará investiga "rombo" de R$ 19 bilhões contra a Receita Federal

PF2

Policiais federais cumpriram mandados de busca e apreensão em Fortaleza e Juazeiro do Norte

Apenas dois dias após uma megaoperação policial, em Fortaleza, que prendeu 17 pessoas acusadas de um desvio milionário de recursos financeiros da Caixa Econômica Federal, o Ceará voltou a ser “alvo” de mais uma ação da Polícia Federal para desmantelar outra organização criminosa. Desta vez, não houve prisões, mas a apreensão de documentos que podem comprovar o desvio de até R$ 19 bilhões em multas aplicadas à empresas pela Receita Federal. A falcatrua atinge outros Estados brasileiros, além do Distrito Federal.

Tribunal solta cinco dos 17 suspeitos de fraude milionária nos cofres da Caixa em Fortaleza

Martelo da Justiça

A decisão de soltar os presos na operação da PF foi do Tribunal Regional Federal

iphone 26.3.2015 004

Ricardo Carneiro, tido como o chefe da quadrilha, permanece preso

Durou menos de dois dias a prisão temporária de, pelo menos, cinco dos 17 suspeitos de envolvimento em uma fraude milionária contra os cofres da Caixa Econômica Federal no Ceará. Depois de capturados pela Polícia Federal na manhã de terça-feira passada (24), durante a “Operação Fidúcia”, cinco dos investigados receberam habeas corpus da Justiça Federal e voltaram à liberdade.

Chefe do esquema que fraudou a Caixa em R$ 100 milhões permanece preso

iphone 25-3-2015 A 024

Ricardo Carneiro, segundo a PF, seria o chefe da quadrilha presa

iphone 25-3-2015 A 015

Hibernon Cysne Neto, empresário e piloto, também preso

Permanecem presos na carceragem da Superintendência da Polícia Federal, nesta Capital, os principais suspeitos de envolvimento na fraude milionária que atingiu os cofres da Caixa Econômica Federal. Todos foram detidos durante a “Operação Fidúcia”, realizada pela PF na manhã da última terça-feira (24), cumprindo cerca de 50 mandados de prisão temporária, preventiva, condução coercitiva, e de busca e apreensão expedidos pela 32ª Vara da Justiça Federal. Ricardo Alves Carneiro, empresário bastante conhecido no Estado, é tido nas investigações como o chefe da organização criminosa montada para fraudar os cofres da CEF. O rombo pode atingir cerca de R$ 100 milhões.

z1
 
 
Jornalista
Fernando Ribeiro
Bem-vindos ao blog, espaço destinado a matérias sempre atualizadas sobre Fortaleza e o Estado do Ceará
 
icon (85) 8826.7143

Compartilhe conteúdo

15639320764840782235

zz1