Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

Furto milionário ao BC completa nove anos. Um dos "chefões" da quadrilha continua foragido do Ceará

BC - fachada 2BC - fachada

Nesta quarta-feira (6) completa nove anos o maior furto a banco na história brasileira; o ataque à sede do Banco Central, em Fortaleza. O crime foi perpetrado exatamente entre os dias 6 e 7 de agosto de 2005, quando um grupo de criminosos chegou à casa forte do BC depois de percorrer um túnel com extensão aproximada de 80 metros de extensão. Sem disparar um só tiro e sem fazer nenhuma vítima, os ladrões embolsaram, nada menos, que R$ 164,7 milhões em dinheiro vivo.

Tesoureiro do BB sofre sequestro "sapatinho" em Sobral

A Polícia Civil de Sobral (230Km de Fortaleza), em conjunto com a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), investiga um caso de sequestro ocorrido naquela cidade da zona Norte do Estado. O tesoureiro da agência do Banco do Brasil daquele Município (nome não revelado) informou que, na noite de segunda-feira (14), ele e sua família foram sequestrados por uma quadrilha formada por quatro bandidos armados. Rendido, o funcionário foi levado até a casa de sua mãe, onde a família também foi feita refém.

Bandidos explodem banco e são caçados no Maciço de Baturité

Uma quadrilha assaltou, na madrugada desta terça-feira, o posto de atendimento do Bradesco da cidade de Pacoti, na Região do Maciço de Baturité (100Km da Capital). Os ladrões explodiram o caixa-eletrônico e roubaram todo o dinheiro que havia ali, cerca de R$ 151 mil. Segundo a Polícia, o equipamento havia sido abastecido no dia anterior, o que levou as autoridades a desconfiar de que os ladrões tinham informações privilegiadas sobre a operação bancária e esperaram o melhor momento para agir.

A delegada de Polícia Civil da cidade de Guaramiranga, Marta Monteiro, está à frente das investigações. Segundo ela, informações dão conta de que os ladrões fugiram da cidade de Pacoti utilizando uma perua Saveiro vermelha, o que gerou a suspeita de que o bando que agiu hoje seja o mesmo que, recentemente, atuou da mesma forma na cidade de Palmácia. Com o ataque desta terça-feira, subiu para 12 os assaltos a bancos no Ceará, em 2014.

Ainda de acordo com a Polícia, os ladrões utilizaram em Pacoti a mesma tática que vem sendo colocada em prática no País inteiro. Uma parte do grupo se encarrega de explodir o banco e outra fração da quadrilha vai a até o destacamento da PM e passa atirar contra os militares, impedindo, assim, que eles possam frustrar o roubo na agência bancária.

z1
 
 
Jornalista
Fernando Ribeiro
Bem-vindos ao blog, espaço destinado a matérias sempre atualizadas sobre Fortaleza e o Estado do Ceará
 
icon (85) 8826.7143

Compartilhe conteúdo

15639320764840782235

zz1