Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

Quadrilha explode mais um banco no Ceará. Foi o quarto ataque em apenas quatro dias

Explosão em banco8

Subiu para quatro, em apenas quatro dias, o número de ataques a agências bancárias no Estado do Ceará. Em todo o ano, já são cerca de 60 casos. O mais recente episódio ocorreu na madrugada deste domingo (24), na cidade de General Sampaio (distante 125Km de Fortaleza). Uma quadrilha, ainda não identificada, explodiu os caixas eletrônicos da agência do Banco do Brasil daquele Município. Contudo, nada teria sido roubado, conforme as primeiras investigações da Polícia Militar. Peritos da Polícia Federal estão sendo aguardados no local.

Bandidos maranhenses assaltam agência dos Correios no Centro de Fortaleza. Na fuga, houve troca de tiros, reféns e uma pessoa baleada. Um ladrão foi preso

Ônibus-casal-Correios 017

Ônibus-casal-Correios 020

Ônibus-casal-Correios 018

Na fuga, os bandidos trocaram tiros com a PM nas ruas do Centro e, depois, já no bairro Monte Castelo,  abandonaram o carro dos reféns com uma arma dentro, um revólver de calibre 38 com cinco balas deflagradas FOTOS: Fernando Ribeiro

Na tarde desta sexta-feira, o Centro de Fortaleza foi palco de uma ação violenta de bandidos armados, que invadiram as dependências da agência dos Correios, situada na esquina das avenidas Duque de Caxias e Tristão Gonçalves, e fizeram os funcionários reféns. O ataque aconteceu no fim do expediente. Depois de roubar todo o dinheiro que havia nos caixas e na tesouraria, os ladrões seqüestraram duas servidoras, roubaram um carro e fugiram em meio a uma perseguição policial e troca de tiros. Um dos ladrões acabou preso e os comparsas conseguiram fugir. O funcionário de uma loja próxima dali acabou atingido por uma bala perdida.

Quatro vigilantes ficam feridos em ataque com explosão a carro-forte na BR-116, em Russas

carro-forte 001

A Polícia Militar, com o apoio de um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) continua em uma operação de caça a uma quadrilha que, no fim da tarde de quarta-feira (15) atacou e explodiu um carro-forte da empresa de segurança Corpvs, na BR-116, quilômetro133, no Município de Russas, na região do Vale do Jaguaribe. Os bandidos roubaram sete malotes com dinheiro que haviam sido recolhidos na agência do Banco do Brasil da cidade de Tabuleiro do Norte. Os quatro vigilantes que ocupavam o blindado ficaram feridos.

Criminosos cearenses são transferidos para presídio federal de segurança máxima do Mato Grosso do Sul

Barrinha 001

Sequestrador, traficante e ladrão de banco, Francisco  de Assis Fernandes, o "Barrinha" ou "Irmão"

Dois bandidos cearenses, cujos nomes constavam na lista dos delinqüentes mais perigosos do Ceará, e que estariam se preparando para ser resgatados da cadeia por seus comparsas, foram transferidos, na tarde desta quarta-feira (15), de Fortaleza para o presídio federal de segurança máxima de Campo Grande, no Estado do Mato Grosso do Sul, na Região Centro-Oeste do País. A operação, coordenada pela Secretaria Estadual da Justiça e da Cidadania (Sejus), através de sua Coordenadoria do Sistema Penitenciário (Cosipe), foi realizada sob forte sigilo e divulgada à Imprensa local somente após sua finalização. Os dois criminosos viajaram escoltados e algemados em um avião da Polícia Federal e deverão passar, pelo menos, dois anos, fora do Ceará.

Quadrilha ataca banco na cidade de Alto Santo, destrói caixas eletrônicos e atira contra destacamento da PM

002

Um Crossfox usado na fuga pelos bandidos foi incendiado FOTO: site www.altosantonoticia.com

Bandidos realizaram mais um ataque a banco no Interior do Ceará. Desta vez o alvo dos criminosos foi a cidade de Alto Santo, na região do Vale do Jaguaribe (a 261Km de Fortaleza). Conforme as primeiras investigações policiais, o grupo era formado por cerca de oito homens que se dividiram na hora da ação. Enquanto parte do bando tratava de explodir dois caixas eletrônicos do Bradesco, outra fração da quadrilha se encarregava de metralhar a fachada do prédio onde está sediado o destacamento local da Polícia Militar.

Furto milionário ao BC completa nove anos. Um dos "chefões" da quadrilha continua foragido do Ceará

BC - fachada 2BC - fachada

Nesta quarta-feira (6) completa nove anos o maior furto a banco na história brasileira; o ataque à sede do Banco Central, em Fortaleza. O crime foi perpetrado exatamente entre os dias 6 e 7 de agosto de 2005, quando um grupo de criminosos chegou à casa forte do BC depois de percorrer um túnel com extensão aproximada de 80 metros de extensão. Sem disparar um só tiro e sem fazer nenhuma vítima, os ladrões embolsaram, nada menos, que R$ 164,7 milhões em dinheiro vivo.

Tesoureiro do BB sofre sequestro "sapatinho" em Sobral

A Polícia Civil de Sobral (230Km de Fortaleza), em conjunto com a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), investiga um caso de sequestro ocorrido naquela cidade da zona Norte do Estado. O tesoureiro da agência do Banco do Brasil daquele Município (nome não revelado) informou que, na noite de segunda-feira (14), ele e sua família foram sequestrados por uma quadrilha formada por quatro bandidos armados. Rendido, o funcionário foi levado até a casa de sua mãe, onde a família também foi feita refém.

Bandidos explodem banco e são caçados no Maciço de Baturité

Uma quadrilha assaltou, na madrugada desta terça-feira, o posto de atendimento do Bradesco da cidade de Pacoti, na Região do Maciço de Baturité (100Km da Capital). Os ladrões explodiram o caixa-eletrônico e roubaram todo o dinheiro que havia ali, cerca de R$ 151 mil. Segundo a Polícia, o equipamento havia sido abastecido no dia anterior, o que levou as autoridades a desconfiar de que os ladrões tinham informações privilegiadas sobre a operação bancária e esperaram o melhor momento para agir.

A delegada de Polícia Civil da cidade de Guaramiranga, Marta Monteiro, está à frente das investigações. Segundo ela, informações dão conta de que os ladrões fugiram da cidade de Pacoti utilizando uma perua Saveiro vermelha, o que gerou a suspeita de que o bando que agiu hoje seja o mesmo que, recentemente, atuou da mesma forma na cidade de Palmácia. Com o ataque desta terça-feira, subiu para 12 os assaltos a bancos no Ceará, em 2014.

Ainda de acordo com a Polícia, os ladrões utilizaram em Pacoti a mesma tática que vem sendo colocada em prática no País inteiro. Uma parte do grupo se encarrega de explodir o banco e outra fração da quadrilha vai a até o destacamento da PM e passa atirar contra os militares, impedindo, assim, que eles possam frustrar o roubo na agência bancária.