Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

2.200 em 11/11/2019  

Travesti e mulher são misteriosamente mortos, a tiros, no bairro Mondubim. DHPP investiga os dois casos

Rabecão 34

Dois crimes misteriosos ocorridos na noite desta segunda-feira (4) começam a ser investigados pelas equipes de delegados e inspetores da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Ambos ocorreram na periferia de Fortaleza e as vítimas foram uma mulher e um travesti.

O primeiro crime ocorreu no começo da noite, por volta de 19h30 na Rua 9 do Residencial Marcus Freire, no bairro Mondubim, onde uma mulher aparentando em torno de 25 anos de idade, foi assassinada a tiros por um homem que fugiu do local em uma bicicleta.

Nenhum morador do residencial reconheceu a vítima no local do crime. Há suspeitas de que a mulher fosse moradora de outro bairro  e foi levada até o local. Populares afirmaram à Polícia que ouviram vários estampidos  e, em seguida, um homem saído apressadamente do local onde a mulher estava caída.

No corpo da mulher, os peritos constataram, ao menos, cinco tiros. A vítima possuía várias tatuagens, sendo uma delas na perna direita, como o nome “Elane”. O corpo foi levado para a sede da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) sem nenhuma identificação.

Outro crime

Já nas margens da Lagoa do Mondubim, no mesmo bairro, um segundo crime de morte ocorreu horas depois, ainda na noite de ontem. Um travesti foi executado com vários tiros e o corpo deixado  na Rua São Lázaro.

Conforme a Perícia, o travesti não portava nenhum documento que possibilitasse a sua identificação. Ele vestia roupas femininas.  Pelo menos cinco tiros atingiram a vítima. Três deles na nuca, o que para os peritos comprova um autêntico caso de execução sumária.  O homem também tinha várias tatuagens no corpo.