Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro Mortes no Ceará 2017

4.004
Atualizado em 20/10/2017

ESCLARECIMENTO: morte de crediarista em Campos Sales não tem ligação com sequência de assassinatos em Aiuaba

Solano Feitosa 44

Marcos Antônio Solano Feitosa: assassinado na cidade de Campos Sales, em outubro de 2016

A morte do crediarista Marcos Antônio Solano Feitosa, na cidade de Campos Sales, em outubro do ano passado, não tem nenhuma vinculação – política, familiar ou outra motivação - com uma sequência de assassinatos que vem sendo registrada no vizinho Município de Aiuaba.

As informações foram prestadas ao blogdofernandoribeiro.com.br nesta quarta-feira (15) por representantes da família da vítima. O esclarecimento ao público torna-se necessário diante do que foi publicado em matéria anterior que trata das mortes em série em Aiuaba.

Marcos Antônio Solano Feitosa, o “Marcos Baladeira”, pertencia a um ramo da família Feitosa que não tem nenhuma relação – senão, de parentesco - com aqueles envolvidos em disputas políticas e delitos em Aiuaba e até fora do Ceará.  Seus familiares residem, em sua maioria, em Campos Sales e Parambu, além da Capital cearense.

O crime

Era a manhã do dia 22 de outubro de 2016, quando o crediarista foi surpreendido e executado sumariamente com cinco tiros à queima-roupa quando se  encontrava nas dependências de um bar, próximo à Feira da Farinha, no Centro da cidade de Campos Sales.  Conforme testemunhas, o assassinato foi praticado por um homem que fugiu rapidamente do local em meio aos populares.

Passados cinco meses após o crime que vitimou Marcos Feitosa, as autoridades da Segurança Pública ainda não conseguiram esclarecer o fato. A princípio, o caso passou a ser investigado na própria região, através da Delegacia Regional de Tauá. Posteriormente, os familiares participaram de uma audiência com o então delegado-geral da Polícia Civil, Andrade Júnior, que determinou a transferência da apuração para a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Sem desavença

Ao contrário do que foi publicado em matéria anterior, Marcos Feitosa não figurou em nenhuma investigação da Polícia, do Ministério Público ou mesmo na Justiça como envolvido ou, ao menos suspeito, de participação no assassinato do vereador José Valmir  Sousa, fato ocorrido no dia 24 de setembro de 2016, no Município de Aiuaba.

A família do crediarista também ressalta que não há qualquer tipo de desavença entre seus membros. Ao contrário, todos estão unidos em busca de justiça para o caso, já que até hoje as investigações policiais não foram suficientes para esclarecer definitivamente o assassinato e apontar seus autores para que estes sejam levados a julgamento e paguem pelo ato criminoso perpetrado.  Assim, os assassinos de Marcos Feitosa permanecem impunes.

z1
 
 
Jornalista
Fernando Ribeiro
Bem-vindos ao blog, espaço destinado a matérias sempre atualizadas sobre Fortaleza e o Estado do Ceará
 
icon (85) 9 8826.7143

Compartilhe conteúdo

 

12f

 

zz1