Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

Sequestrador foragido do Ceará é preso na Bahia dois dias após o irmão ser morto em confronto com a Polícia em Goiás

Celso Almeida Andrade Aleijado 3

Celso foi capturado em Lauro de Freitas (BA)      César morreu em Aparecida de Goiânia (GO)

Sequestrador - apreensão

Com o bandido, a PC baiana apreendeu um fuzil AR-15, munições, celulares e documentos falsos

A Polícia baiana capturou na tarde desta sexta-feira (7) mais um bandido foragido do Ceará. Trata-se de Celso Almeida de Andrade, envolvido em crimes de seqüestro de grandes empresários, assaltos bancos e ataques a carros-fortes em vário estados nordestinos e do Centro-Oeste. No Ceará ele responde a dois seqüestros.

A prisão de Celso ocorreu dois dias após o irmão dele e chefe da quadrilha, César Almeida de Andrade, o “Alemão” ou “Aleijado”,  ter sido morto em confronto com policiais no Interior de Goiás.

Os dois irmãos, baianos, eram considerados de altíssima periculosidade e com passagens pela Polícia do Ceará por crimes de seqüestro contra grandes  empresários cearenses e do Rio Grande do Norte. Em janeiro de 2005, a quadrilha deles foi capturada na Região Metropolitana de Fortaleza quando mantinha um empresário norte-rio-grandense em cativeiro há mais de um mês. 

O “estouro” do cativeiro, libertação do refém e prisão dos criminosos aconteceu na zona rural de Pindoretama (a 42Km de Fortaleza). A vítima era o empresário Francisco de Assis Silva, o “Assis da Usibras”.  Ele havia sido seqüestrado na cidade de Mossoró, em dezembro de 2004. Na época, a operação foi comandada pelo delegado Luiz Carlos Dantas.

Morte e prisão

Foragidos dos estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco Sergipe, Bahia, Espírito Santo e Goiás, os irmãos acabaram tendo destinos diferentes. Na última quarta-feira, “Alemão” e um comparsa morreram numa troca de tiros com policiais civis na cidade de Aparecida de Goiânia, no Interior de Goiás.

Dois dias depois (ontem) da morte do irmão, Celso foi preso nesta sexta-feira numa operação de policiais do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), da Polícia Civil da Bahia. Estava  escondido na localidade de Ipitanga, no Município de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

 Segundo o delegado Paulo Roberto Guimarães, chefe da Coordenadoria de Repressão a Roubos Contra Instituições Financeiras, da Draco, com o bandido foram apreendidos um fuzil AR-15 calibre 5.56, 47 munições para a arma, dois carregadores para o mesmo calibre, além de outros carregadores para pistola 9 milímetros e munição de calibre 12 (escopeta).

Foragido

Segundo a Polícia baiana, Celso estava com dois mandados de prisão de duas cidades do Ceará.  Além de armas e munições, ele portava documentos (DUT) de oito veículos e duas identidades falsas. Ainda de acordo com o delegado Guimarães, o bandido preso é investigado por assaltos a bancos na Bahia e já havia sido preso por formação de quadrilha. Ele também tem passagens pela Polícia em Fortaleza por envolvimento em sequestros.