Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro Mortes no Ceará 2017

4.004
Atualizado em 20/10/2017

Policiais viram alvo da bandidagem e pedem o apoio das autoridades

Intermitente piscandoIntermitente piscando Intermitente piscandoIntermitente piscando

SIRENE ABERTA Fernando Ribeiro

Audiência Pública 1

A matança de servidores estaduais e municipais da Segurança Publica do Ceará foi tema de uma audiência pública nesta quinta-feira (5) na Assembleia Legislativa do estado. A  convite do deputado federal Cabo Sabino (PR),  diversas autoridades foram chamadas para participar do evento. A questão é saber, por que tantos policiais são mortos ou feridos nas ruas? Qual tipo de apoio e assistência que eles (feridos) e suas famílias (em caso de morte) recebem do estado, do Município e de suas respectivas corporações? No Ceará os números são trágicos há dois anos e 10 meses. Neste curto período, nada menos que 75 profissionais foram mortos.

NA MIRA DA BANDIDAGEM

Audiência Pública 2

Somente dos quadros da Polícia Militar do Ceará foram 56 homens abatidos por criminosos. A maioria dos  militares assassinados estava de folga quando teve a vida ceifada e grande parte estava fazendo “bico” (ou “zig” na linguagem policial) no momento em que foram feridos mortalmente. Os baixos salários, seja de quem está na Ativa ou na Reserva Remunerada, são baixíssimos e empurram os militares (notadamente, as praças) a buscar um ganho paralelo para complementar suas finanças e, assim, poder sustentar a família com um mínimo de dignidade. Essa é uma das questões cruciais desse problema.  Fora do serviço, desprotegidos da farda, eles se tornam vulneráveis e, como qualquer cidadão, entram na mira da bandidagem.  Nestes dois anos e 10 meses o Ceará perdeu 56 PMs, nove policiais civis (entre eles, um delegado), dois policiais rodoviários federais, cinco guardas municipais e três agentes penitenciários.

TRABALHO DE LOUVOR

Rebeca Gurgel 3

O apoio e a recuperação psicológica aos policiais militares feridos e às famílias daqueles mortos está sendo implementados por um setor instalado na Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), por iniciativa do seu gestor, secretário André Costa. Trata-se do Centro Biopsicossocial. Quem está à frente desta importante unidade é a competente e dedicada psicóloga Rebeca Rangel. Para quem não sabe, durante muito tempo Rebeca fez um trabalho voluntário junto ao Batalhão de Polícia de Choque (BPchoque), dando a devida assistência psicológica aos “caveiras”, os homens que são da linha de frente do combate à criminalidade. Seu trabalho voluntarioso foi reconhecido pelo estado e agora está sendo devidamente valorizado profissionalmente com a instalação do Centro no âmbito organizacional da SSPDS.

FEMINICÍDIO EM PAUTA

Pistola hoje 2

Mais uma vez o Ceará aparece na mídia nacional em um cenário negativo. Desta vez, o estado foi alvo de uma reportagem da Rede Globo, no seu programa semanal “Profissão Repórter”, comandando pelo jornalista investigativo e apresentador Caco Barcelos. Com o tema “Feminicídio no Brasil”, o programa apresentou um caso na cidade de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), onde uma jovem chamada Leidiane foi morta pelo namorado. O caso foi esmiuçado pela equipe de repórteres, que ouviu o depoimento da mãe, destrinchou o processo na Comarca de Caucaia e acompanhou o Júri do acusado.  No Brasil, a taxa de assassinato de mulheres é de oito por dia. No Ceará, entre os dias 1º de janeiro e 6 de outubro, nada menos que 233 mulheres foram assassinadas, a maioria em crimes passionais ou de “acerto de contas” do tráfico de drogas.

CADÊ O "PINTINHO"?

Atebntado 3

A Polícia está atrás de um bandido conhecido por “Pintinho”. Ele seria o responsável por ordenar os recentes episódios de violência no bairro Pirambu, na zona Oeste da Capital.  “Pintinho” é um dos traficantes que “mandam no pedaço” naquela comunidade e teria determinado as ações criminosas após a morte de um comparsa em um confronto com a Polícia Militar. O crime aconteceu quando a PM foi chamada pelos moradores da comunidade conhecida por Caldeirão, onde era realizado um “Baila da Favela”. Os militares teriam sido recebidos a tiros e revidaram, matando o traficante. Desde o fim de semana passado, os coletivos não circulam pela Vila do Mar. Os moradores são os mais prejudicados com a situação. Estão reféns em suas casas. A onda de violência se estende do Pirambu à Barra do Ceará, passando também pelos bairros Colônia e Cristo Redentor. A Polícia Militar começou a botar a casa em ordem, com operações de ocupação com efetivos da Força Tática (FT), sob o comando do tenente-coronel PM Ricardo Moura.

DINHEIRO PRA DEFUNTO

Defunto

Um escândalo atinge a Prefeitura do Município de Iguatu, no Centro-Sul do Estado. Após um recadastramento, foi descoberto que vários servidores municipais já falecidos continuavam “recebendo” seus salários. Os “fantasmas” deverão ser identificados, investigados e vão responder pelo crime de estelionato e outros delitos.  Havia casos de servidores que já morreram há mais de cinco anos e alguém estaria mensalmente embolsando os salários do defunto. A descoberta dos nomes dos mortos-vivos já está sendo acompanhada pelas autoridades.  Os prejuízos com mais esta maracutaia, claro, entra no bolso da população, que com o pagamento de impostos, faz o Município de verba para pagar a folha de pagamento “fantasma”.

"MELOU" A FESTA NO CABARÉ

Cabaré

O promotor de Justiça Vicente Anastácio Martins Bezerra de Sousa decidiu acabar com uma festa que seria realizada na cidade de Quixeramobim, no Sertão Central (a 201Km de Fortaleza), onde um cabaré de luxo seria inaugurado. O problema nisso tudo é que o evento seria patrocinado por um vereador daquele Município, chamado Célio Neto (PR), fato que revoltou a população. “O Ministério Público vai investigar a participação do vereador, mas, independentemente disso, já foi protocolada uma Ação Civil Pública (ACP) para cancelar de imediato a festa por favorecer a prostituição, que é crime. Nesse caso, até o momento, somente o proprietário do prostíbulo e o promotor do evento serão responsabilizados”, declarou o promotor.

SEM CASA E SEM VIDA

Moradora de rua morta 3

Moradores de rua são alvos constantes da violência. Somente em três dias, dois deles acabaram assassinados. O primeiro caso ocorreu na última quarta-feira (4), na cidade do Crato (a 540Km de Fortaleza), onde um deles foi morto a pedradas enquanto dormia na calçada de uma concessionária de veículos. A crueldade foi tanta que o andarilho teve a cabeça esfacelada. Nesta sexta-feira (6), outro sem-teto foi assassinado. Desta vez, em Fortaleza. O crime ocorreu na  esquina das ruas Marechal Deodoro e Padre Miguelito, no bairro Benfica.  A vítima foi morta dentro de um barraco improvisado com tábuas, papelão e pedaços plásticos. Em Juazeiro do Norte, recentemente, ocorreu uma onda misteriosa de assassinatos brutais de moradores de rua. A Polícia não prendeu ninguém.

E TEM MAIS:

* Já está preso na cidade de Ouricuri, no Sertão de Pernambuco, o homem suspeito de ter seqüestrado e assassinado, a tiros,  um travesti da cidade de Juazeiro do Norte. Ele é conhecido por “Zé Baixinho” e teria assassinado o travesti conhecido por “Pâmela Pamaniki” por causa de uma dívida do programa sexual que os dois fizeram juntos.

* O Senado Federal  aprovou um projeto de lei que vai endurecer as penas para quem comete o crime de tráfico de pessoas. Isso incluiu os crimes de tráfico para fins de trabalho escravo, tráfico de órgãos humanos e para fins de exploração sexual. A pena é de quatro a oito anos de prisão, além do pagamento de multa. As denúncias se espalham Brasil afora.

* O Governo do Ceará já publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) a proposta de compra de mais tornozeleiras eletrônicas destinadas aos presos que estarão em regime de semi-aberto. O que o governo ainda não explicou é a eficiência deste mecanismo, já que todos os dias, praticamente, bandidos são presos ou mortos nas ruas de Fortaleza e da Região Metropolitana usando a ferramenta. Ao que parece, o monitoramento é uma grande mentira.

* E a cracolândia se expande no entorno do Beco da Poeira, em pleno Centro de Fortaleza. Todas as noites são dezenas de usuários de drogas consumindo crack e maconha na Rua Princesa Isabel, a apenas  alguns quarteirões de distância de um quartel da PM (1ª Cia/5ºBPM) e de uma delegacia da Polícia Civil (34º DP, que é plantonista). Autoridades fecham os olhos para o problema.

* O assassinato recente do motorista de uma topique que fazia a linha Quixadá-Fortaleza expôs o perigo que são os assaltos registrados em plena BR-116, no trecho entre as cidades de Horizonte e Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).  O policiamento precisa ser urgentemente reforçado naquela região.

* Foi também aprovado nas comissões do Senado Federal uma mudança na Lei das Execuções Penais no Brasil (lei que trata a forma do cumprimento de pena dos sentenciados pela Justiça). Empresas que ofertarem vagas para presidiários terão isenção de impostos. A lei também impôs que cada cela de presídio só poderá abrigar, no máximo, oito pessoas. O projeto agora segue para apreciação na Câmara dos Deputados.

A PERGUNTA DO DIA: Por que a Polícia não revista os flanelinhas que atuam armados nos cruzamentos de Fortaleza?

z1
 
 
Jornalista
Fernando Ribeiro
Bem-vindos ao blog, espaço destinado a matérias sempre atualizadas sobre Fortaleza e o Estado do Ceará
 
icon (85) 9 8826.7143

Compartilhe conteúdo

 

12f

 

zz1