Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2017

4.561

Atualizado em 22/11/2017  

Confrontos entre facções deixam mais seis mortos na Capital nas últimas 48 horas

 

 Luminosa

Babilônia: vídeo mostra tiroteio               Bom Jardim: vítima com tornozeleira é executada

As escaramuças e confrontos na guerra entre  as facções Comando Vermelho (CV) e Guardiões do Estado (GDE) nas ruas de Fortaleza deixou, ao menos, mais seis mortos nas últimas 48 horas, além de um tiroteio que durou a madrugada inteira entre as comunidades do Jangurussu e do Barroso, na zona Sul da Capital. Imagens postadas nas redes sociais mostram a tensão na zona de guerra das facções na Comunidade Babilônia.

Ainda na noite de quarta-feira (25), bandidos armaram uma tocaia e mataram um dos bandidos que comandavam a GDE na zona Leste da Cidade. O traficante de drogas Roben Victor Nogueira Lima, 20 anos, o “Roben GDE”, foi executado em plena Avenida Doutor Aldyr Mentor, na Praia do Futuro. Segundo a Polícia, ele comanda a facção na Favela dos Cocos.

Na manhã de quinta-feira (26), bandidos das duas facções entraram em confronto em plena feira-livre instalada tradicionalmente todas as manhãs de quinta-feira na Praça da Granja Portugal. O resultado do tiroteio foi a morte de dois jovens que seriam também integrantes da GDE.

Na noite de ontem, pelo menos mais dois assassinatos foram registrados por conta da rivalidade entre as facções. Um jovem, ainda não identificado, foi seqüestrado no bairro Bom Jardim, amarrado e levado até um terreno baldio na Rua Luminosa, onde foi executado sumariamente. Ele usava uma tornozeleira eletrônica, o que indica que era um ex-presidiário. O corpo apresentava sinais de arrastamento e torturas e tinha as mãos amarradas com uma corda.

Logo depois, a Polícia foi acionada para a Avenida Washington Soares, na Água Fria, onde nas proximidades de um parque de diversão um homem foi executado sumariamente com tiros na cabeça. A Polícia identificou a vítima como sendo integrante da GDE que tinha ido a um encontro no local para comprar uma arma, mas acabou sendo surpreendido e morto pelo CV.

E ainda na tarde de quarta-feira, a Polícia localizou um corpo carbonizado entre as comunidades Gereba e Babilônia. A vítima não foi identificada.

Tiroteio

Durante toda a madrugada desta sexta-feira, as facções trocaram tiros entre as comunidades da Rampa, Gereba, Favela do Boi e Babilônia. O tiroteio só cessou ao amanhecer, quando os criminosos se esconderam temendo um cerco da Polícia na área.  Com o silêncio da madrugada, os estampidos seguidos produzidos por tiros de fuzil e pistolas e rajadas de metralhadoras, o barulho podia ser ouvido a vários quilômetros de distância, segundo os moradores.