Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

470 em 19/3/2019  

Cinquenta e três oficiais da PM são "dispensados" e perdem cargos na Casa Militar

DOE 1

DOE 2

Cinquenta e três oficiais da Polícia Militar, incluindo quatro coronéis, 14 tenentes-coronéis, 20 majores, sete capitães e oito tenentes, foram exonerados de suas funções na Casa Militar do Governo do Estado do Ceará. A maioria estava lotada há anos naquele órgão responsável pela segurança do governador e de outras autoridades. O ato coletivo de “dispensa do exercício funcional” foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) na edição desta quarta-feira (27).

A “dispensa” coletiva do oficialato foi assinada pelo novo chefe da Casa Militar e ex-porta-voz do Comando Geral da Polícia Militar, coronel Jesus Andrade Mendonça. A instituição, que antes tinha o status de secretaria do estado, foi incorporada aos quadros da Casa Civil com a reforma administrativa determinada pelo governador Camilo Santana (PT) no início do seu segundo mandato no Palácio da Abolição.

O destino dos 53 oficiais que ocupavam cargos comissionados deverá ser o retorno à tropa da PM. Muitos estavam há anos em funções fora dos quartéis e das ruas, atuando não apenas na Casa Militar, mas em outros órgãos como a Assembleia Legislativa, a Vice-Governadoria do Estado e o Tribunal de Justiça do Ceará.

O remanejamento dos oficiais e a perda das funções gratificadas já haviam sido cogitadas com a nova gestão e, no mês passado, teria gerado uma reunião na Casa Militar que acabou de forma trágica, quando um dos oficiais que perderam o cargo praticou o suicídio dentro do Palácio da Abolição, disparando um tiro de pistola na cabeça em frente ao pavilhão nacional. Tratava-se do capitão PM José Henrique Monteiro Brito (Capitão Brito).

Alguns dos oficiais já retornaram para os serviços operacional e administrativo da PM. Um deles, porém foi para a Reserva Remunerada, após ocupar o cargo de assessor de operações de segurança da Casa Militar, responsável diretamente pela segurança pessoal do governador do estado.

A lista completa dos “dispensados” foi publicada ontem nas páginas 9 e 10 do Diário Oficial do Estado (DOE), número 042, Série 3, de 27 de fevereiro de 2019.